12 de abr de 2012

Encontro com o escritor: Cristovão Tezza

Cristovão Tezza e os alunos da Produção Literária
A Produção Literária esteve nesta quinta-feira, 12 de abril, no "Encontro com o escritor", evento promovido pelo SESC Araraquara, quando Cristovão Tezza palestrou sobre como suas experiências pessoais influenciaram sua obra, a Literatura na história recente e contemporânea do Brasil, a revolução da internet e a adaptação de seu livro "O filho eterno" para o teatro e o cinema.

O escritor contou como lia na infância - espontaneamente, sem que professor algum lhe cobrasse - Júlio Verne, Arthur Conan Doyle e Monteiro Lobato. Três autores cujos personagens resolvem suas peripécias através da razão: três autores racionalizantes. Também falou sobre a televisão como instrumento civilizatório do Brasil: ela que chegou em muitos lugares antes mesmo das letras e que contribuiu, e continua contribuindo, para a padronização da fala do português brasileiro. Além disso, Cristovão Tezza discorreu sobre Verossimilhança, citando como exemplo o compromisso que os biógrafos têm com a verdade factual - i. e. que pode ser comprovada pelos fatos - para que suas obras, além de cumprirem aquilo que se propõem, sejam reconhecidas como obras de qualidade. Ao contrário, o escritor de ficção não necessita de tal compromisso com a verdade factual: ele tem o poder (e para muitos às vezes até mesmo o dever) de exercer sua liberdade criativa. Liberdade é uma palavra que a gente gosta.

Foto: Pâmela Lino
Foi falado também sobre criação de Cenas e estruturação do texto e sobre a delicada questão da variedade linguística. Nesse último quesito, Cristovão Tezza sugeriu que o brasileiro entende melhor de astronomia do que da própria língua: ele sabe que é a Terra que gira ao redor do Sol e não o contrário. Porém, todos pensam que entendem alguma coisa sobre a Língua Portuguesa, mas na hora de explicar - aí fica difícil! A razão disso: a astronomia, quanto ciência, teria sido melhor assimilada pelo senso comum, ao contrário da linguística, que sequer foi absorvida nesse sentido.

Cristovão Tezza respondeu perguntas da plateia, dedicou livros, distribuiu autógrafos e posou gentilmente para fotografias. Um encontro formidável com o escritor - oferecido pelo SESC Araraquara.


Visite o site de Cristovão Tezza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário